[Logica-l] Níveis de conhecimento em Lógica

Decio Krause deciokrause em gmail.com
Domingo Janeiro 31 10:29:55 BRT 2010


Aracele
Para *montar* esses cursos, temos que pensar um pouco, e haverá  
grandes divergências devido à experiência de cada um, formação e  
interesses/área de trabalho. Eu falo de como eu vim: para você na  
computação, eu sugeriria de início o livro do Walter+Epstein, que é  
bom para todo mundo. Para um matemáticos, Mendelson, ou Enderton para  
começar. Para filósofos, nós aqui iniciamos com o livro do Mortari,  
que é bem introdutório e bacana. Há textos bem bons mas meio antigos;  
por exemplo, par filósofos eu recomendaria o livro Mathematical Logic  
and Formalized Theories, de Robert Rogers, que é excelente, mas de  
1971 e esgotado. Tem na USP. Para os lógicos, Shoenfield é, ou deve  
ser,  livro de cabeceira. Para todos os interessados o Ensaio do Prof.  
Newton Costa. Mas deve-se ir além: teoremas de Gödel (incompletude),  
fundamentos da teoria dos conjuntos, lógica categorial, temas como a  
consistência do Ax. Escolha e da HC, noções de forcing, etc. são  
fundamentais. Quem se interessa por lógica não deveria parar no que o  
Prof. Newton chama de *soft logic*, mas ir para essas coisas mais  
*hard*. Para você, não pode faltar o cálculo lambda, etc. Ler pelo  
menos a parte histórica do livro do Church, por exemplo. Tudo, veja,  
isso dentro da parte *clássica*.
Tua mensagem é bacana: quem sabe a lista não poderia aos poucos ir  
montando programas básicos e literatura correspondente?
D.

________________________________
Decio Krause
Departamento de Filosofia
Universidade Federal de Santa Catarina
88040-990 Florianópolis, SC -- Brasil
deciokrause em gmail.com
www.cfh.ufsc.br/~dkrause
________________________________
Doctor Bell say we’re connected,
He called me on the phone,
But if we’re really together baby,
How can I feel so all alone?
(Bell's Theorem Blues)

Em 31/01/2010, às 11:13, Aracele Garcia de Oliveira escreveu:

> Olá, Décio e demais membros.
>
> Talvez a questão seja mais simples.
> Pode ser que tais níveis de conhecimento existam e sejam  
> fundamentados ou talvez seja algo intuitivo, ou seja, cada um define  
> um curso de lógica básico/elementar, intermediário e avançado como  
> quiser.
>
> Imagine que você sugere uma bibliografia básica, intermediária e  
> avançada no plano de estudos da Lógica para seus alunos. Que  
> características os livros classificados como intermediários e  
> avançados possuem para pertencerem a essas classes?
>
> Um exemplo prático e de minha vivência:
> - um curso básico de teclado envolve: conhecer as notas musicais  
> básicas (dó-ré-mi-fa-sol-la-si), leitura de partituras com essas  
> notas, compasso simples, cifras, ligadura. Músicas como Marcha  
> Soldado, Noite Feliz e Asa Branca são recomendadas para alunos nesta  
> fase.
> - um curso intermediário de teclado: exercícios técnicos com as duas  
> mãos, oitavas, acordes de sétima e progressão. Músicas: blues, nona  
> sinfonia, Pour Elise, etc...
> - um curso avançado: execução de escalas maiores (em duas oitavas),  
> com as duas mãos dedilhando, clave de fá e distribuição dos acordes.  
> Músicas: execução de obras clássicas.
>
> Dessa forma, eu poderia definir que
> 1) um estudo básico/elementar - trata de posições sintáticas e  
> semânticas, sobre os chamados conectivos lógicos, sobre os  
> quantificadores e sobre o predicado de igualdade?
> 1) um estudo intermediário - trata de questões que fazem uso de  
> indução para serem demonstradas ou definidas?
> 2) um estudo avançado - trata ou faz uso de teoria da recursão ?
>
> Abraços,
>
> Aracele
>
>
> Em 31 de janeiro de 2010 05:59, Decio Krause <deciokrause em gmail.com>  
> escreveu:
> Aracele
> A palavra "elementar" usada nesse contexto não significa "primeiro  
> nível de estudo", como sua mensagem deixa transparecer. É sinônima  
> de "primeira ordem". Geometria Elementar não é a geometria que de  
> estuda no colégio, mas a parte da geometria que se faz em lógica de  
> primeira ordem, ou elementar, assim como a teoria elementar dos  
> reais, etc.
> Sua sugestão em 1) e 2) não faz qualquer sentido. Mas vejamos o que  
> outras pessoas da lista devem dizer.
> Abraço,
> Décio
>
> ________________________________
> Decio Krause
> Departamento de Filosofia
> Universidade Federal de Santa Catarina
> 88040-990 Florianópolis, SC -- Brasil
> deciokrause em gmail.com
> www.cfh.ufsc.br/~dkrause
> ________________________________
> Doctor Bell say we’re connected,
> He called me on the phone,
> But if we’re really together baby,
> How can I feel so all alone?
> (Bell's Theorem Blues)
>
> Em 30/01/2010, às 23:04, Aracele Garcia de Oliveira escreveu:
>
>> Olá !
>> Busco uma fundamentação para a classificação do estudo geral da  
>> Lógica (ou dos níveis de dificuldade) em cursos ou livros que  
>> tratam sobre esse assunto.
>> Independente da Lógica (Clássica, Paraconsistente, etc) e  
>> independente da aplicação para outras áreas (exemplo, Lógica para  
>> Computação, Lógica para Direito, etc).
>>
>> Gostaria de saber se existe alguma referência bibliográfia ou  
>> alguma fundamentação que fixa os conteúdos a serem tratados em   
>> "Lógica Elementar", "Lógica Intermediária" e "Lógica  
>> Avançada" (assim como é feito na matemática, no estudo de línguas  
>> estrangeiras, instrumentos musicais, etc...).
>>
>> Segundo Carrion e Da Costa, em "Introdução à Lógica Elementar com o  
>> símbolo de Hilbert", temos que
>> "Essencialmente, a Lógica Clássica versa, em sua forma elementar,  
>> com base em certas posições sintáticas e semânticas subjacentes,  
>> sobre os chamados conectivos lógicos, sobre os quantificadores e  
>> sobre o predicado de igualdade" e
>> "Em sua porção não elementar, a lógica tradicional investiga a  
>> noção de pertinência e outras noções alternativas."
>>
>> No caso da parte intermediária e avançada,  poderíamos definir que:
>> 1) um estudo intermediário - trata ou faz uso de indução
>> 2) um estudo avançado - trata ou faz uso de teoria da recursão ?
>>
>> O que me dizem sobre isso ?
>>
>> Grata
>> -- 
>> Att.
>>
>> Aracele Garcia de Oliveira
>> M.Sc. Student in Computer Science
>> Federal University of Santa Catarina (UFSC)
>> Department of Informatics and Statistics(INE),
>> Florianopolis, SC - Brazil
>> Phone: +55 48 8834-4281
>> E-mail : aracele em inf.ufsc.br
>> Personal Homepage: http://www.inf.ufsc.br/~aracele
>>
>> _______________________________________________
>> Logica-l mailing list
>> Logica-l em dimap.ufrn.br
>> http://www.dimap.ufrn.br/cgi-bin/mailman/listinfo/logica-l
>
>
>
>
> -- 
> Att.
>
> Aracele Garcia de Oliveira
> M.Sc. Student in Computer Science
> Federal University of Santa Catarina (UFSC)
> Department of Informatics and Statistics(INE),
> Florianopolis, SC - Brazil
> Phone: +55 48 8834-4281
> E-mail : aracele em inf.ufsc.br
> Personal Homepage: http://www.inf.ufsc.br/~aracele
>

-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: http://www.dimap.ufrn.br/pipermail/logica-l/attachments/20100131/dcc7b966/attachment.htm 


Mais detalhes sobre a lista de discussão Logica-l